Seja atuando como Prestador de Serviços ou também para ter uma renda extra quanto para ter uma nova fonte de renda dentro de uma empresa como um funcionário.

 

1- O que você precisa saber para trabalhar com Ecommerce? 

Não é segredo algum que o setor de Ecommerce teve um crescimento fantástico, o que atraiu a atenção das pessoas que se interessaram a trabalhar neste segmento.

Diante disso, se este é o seu caso, tenha em mente que será necessário, a princípio, que você domine 4 áreas:

  • Como Criar um Ecommerce

Hoje em dia, é uma tarefa bem mais simples criar um site do tipo Ecommerce, afinal, há plataformas que com poucos cliques e rápidas configurações, você rapidamente executa esta criação, mesmo sem saber programação, por exemplo.

divulgar-prestadores-de-serviços

Dentre as plataformas mais usadas atualmente, temos a plataforma WordPress, Joomla ou Prestashop. No WordPress com o plugin Woocomerce, permite com que você crie um Ecommerce dentro do WordPress.

Só para termos uma ideia, o WordPress hoje é responsável por cerca de 40% de todos os sites da internet. Além disso, ele já tem por volta de 60 milhões de downloads e é uma plataforma open source, ou seja, tem o código aberto, é gratuita. Qualquer pessoa, portanto, faz a instalação e cria seu Ecommerce.

  • Gerenciar o Ecommerce 

Também é preciso saber gerenciar o Ecommerce, o que inclui atividades como cadastrar produtos, gerenciar pedidos, entender qual é o status do pedido, se já foi pago, se não foi efetuado o pagamento, se já foi entregue, visualizar relatórios de vendas dentro do Ecommerce, etc.

Esse é um papel importante para quem vai trabalhar com Ecommerce.

  • Atrair Visitantes para o Ecommerce

O terceiro ponto que você deverá dominar é saber como trazer visitas para o site. Afinal, você precisa de tráfego para o Ecommerce, pessoas acessando a loja, com a grande oportunidade de se tornarem clientes da loja virtual. Isso vai gerar um fluxo de compras, alimentando assim as vendas no comércio eletrônico.

Sendo assim, é importante ter noção de como funciona o Google e suas respectivas ferramentas para trazer visitas para o seu Ecommerce.

  • Cuidar da segurança do Ecommerce 

Área fundamental que o profissional deve se ater, afinal, é preciso impedir que o Ecommerce seja invadido e atacado por hackers, malwares, vírus, zelando pelo site e garantindo seu pleno funcionamento. Se trata de uma responsabilidade das mais importantes de quem trabalha com Ecommerce.

2- Quanto você pode ganhar sendo um profissional de Ecommerce?

Aqui temos 2 modalidades:

1- Um profissional que quer trabalhar por conta própria, atendendo clientes, sendo um prestador de serviços, profissional autônomo ou freelancer, abrindo uma empresa ou agência, por exemplo.

Neste caso, você pode ganhar por cada projeto que você criar e/ou administrar.

Pois bem, modelos mais simples porém eficientes, recomendamos como preço sugerido de R$ 2.500 por cliente.

Se você conseguir 2 clientes no mês, já tem o montante de R$ 5.000. Se for 4 clientes, R$ 10.000, e assim sucessivamente.

Você pode cobrar menos ou mais, fica ao seu critério,  o preço de R$ 2.500 é apenas uma recomendação, isso tem funcionado bem.

2- Já se você quer trabalhar para uma empresa, sendo funcionário, sendo CLT, ao fazer uma breve pesquisa no site de empregos Catho, você encontrará vagas para quem está começando, como assistente de Ecommerce, com o salário aproximado de R$ 2.000. Já para quem tem mais experiência, a vaga de gestor de Ecommerce oferece salários por volta de R$ 5.000.

Leia também: Dicas sobre Promoção de Vendas


3- Como você pode se tornar um profissional do Ecommerce?

Gostou? Então, agora que você já sabe o que fazer e quanto ganha um profissional, te direi qual o caminho que você pode traçar para se tornar um profissional de Ecommerce.

Faça treinamentos para se capacitar a se tornar um profissional da área.

Criar um Ecommerce, como gerir, como trazer visitas para essa loja virtual, e como cuidar da segurança deste comércio eletrônico, isso possui vários treinamentos no próprio Youtube.

Não iremos recomendar esse ou aquele treinamento, existem vários que são excelente e podem ajudar que está em busca de tornar-se um Prestador de Serviços de e-commerce.

Mas é importante que esteja sempre aprendendo técnicas novas (loja virtual comum, marketplace, catálogo de produtos). Pense em cuidar da segurança da sua loja virtual e protegê-la de ataque de hackers. Fique atendo quanto aos diversos tipos e ferramentas para ajustar a otimização da sua loja virtual (SEO). Vale destacar que no Joomla a área de SEO é muito dinâmica e fácil de configurar, já para o WordPress e Prestashop são necessários alguns plugins adicionais.

fique-conectado

Um Prestador de Serviços também pode aproveitar o e-commerce para vender seus produtos e serviços, fazer gerenciamento de horários de atendimento, disponibilizar seus vídeos, treinamentos e muito mais que possa agregar valor para seus clientes e parceiros, ampliando assim sua penetração no mercado e seu nicho de atuação.

Entrar

Cadastrar




Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.