Os impactos da pandemia no emprego brasileiro

A economia mundial e a brasileira têm passado por uma das maiores turbulências recentes de sua história, e o covid-19, comumente chamado de “coronavírus”, é o grande responsável por essa crise que tem causado efeitos nefastos na saúde pública a nível global e para a economia de todos os países do globo.

Em termos econômicos, o Brasil fechou quase 1,2 milhões de postos de trabalho no primeiro semestre, de acordo com dados do CAGED, o que significa que é a pior performance desse quesito desde 2010.

Com relação a taxa de desemprego, segundo pesquisa divulgada pelo IBGE em 04/09/2020 o valor do índice de desemprego chegou a 13,6%, considerando dados de 9 a 15 de agosto, o que significa um total próximo de 12,9 milhões de desempregos.

Outro dado alarmante é a projeção para o crescimento anual da economia brasileira. Segundo a Instituição Federal Independente (IFI), em seu relatório de acompanhamento fiscal de agosto de 2020, o Produto interno Bruto (PIB) deve obter uma queda de 6,53% o que é uma queda recorde considerando a história recente.

Diante de tantos dados alarmantes na área econômica, existe algum sinal de recuperação? Alguns setores da economia aparentam estar se recuperando aos poucos, como o setor industrial e o de serviços de acordo com o relatório de agosto de 2020 realizado pela IFI, porém a melhoria de indicadores ainda não foi o suficiente para recompor as perdas que ocorreram durante todo o ano.

Um outro setor que demonstra estar se recuperando dos impactos da pandemia é o de construção civil, e isso é bastante importante, a medida que essa área é intensiva em mão de obra, o que significa que ela tem a capacidade de gerar uma quantidade significativa de empregos, o que é crucial para acelerar a retoma do crescimento econômico no pais. A tabela a seguir irá ilustrar alguns dados dessa recuperação:

Ao analisar a tabela é possível visualizar que, para agosto de 2020 o nível de atividade e o número de empregados da construção civil está muito próximo do valor de agosto de 2019, o que indica um sinal importante de recuperação.

Outro ponto que colabora com a retomada do crescimento do setor é o índice de intenção de investimento, que está no maior valor em relação aos períodos analisados.

Após esse conjunto de informações que fora exposto, foi possível observar que o cenário até o final do ano será bastante desafiador para o país como um todo, e que a retomada da economia passa pela necessidade de recuperar o quanto antes os postos de trabalho que foram perdidos, de modo a contribuir para a recuperação do consumo e circulação de renda no país.

E para contribuir com a retomada econômica do Brasil, em breve estará disponível o site “tacontratado”, que será o local que facilitará o encontro dos melhores prestadores de serviço da região para você que precisa realizar alguma obra ou projeto em sua residência.

Textos utilizados como referência

https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/09/04/desemprego-diante-da-pandemia-volta-a-crescer-na-segunda-semana-de-agosto-aponta-ibge.ghtml

https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/07/28/brasil-fecha-119-milhao-de-vagas-de-trabalho-no-primeiro-semestre-de-2020-diz-governo.ghtml

https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/575506/RAF43_AGO2020.pdf

http://www.cbicdados.com.br/media/anexos/Sond-Jul20.pdf

#emprego #trabalho #o #vagas #empregos #vagasdeemprego #oportunidade #estagio #vaga #rh #oportunidades #empreendedorismo #sucesso #curriculo #vagadeemprego #brasil #primeiroemprego #oportunidadedeemprego #recursoshumanos #dinheiro #mercadodetrabalho #recrutamento #carreira #jovemaprendiz #tacontratado #buscadeempregos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×