Para apresentar a experiência brasileira e internacional do seguro rural paramétrico, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) realizou um webinar na tarde desta sexta-feira (15) com a participação de seguradoras e resseguradoras ativas no mercado de seguros rurais no Brasil.

Faca-seu-cadastro

O seguro rural parametrico, também chamado de seguro-índice, é feito sob medida para o produtor. O contrato pode prever a quantidade de chuva e estimativa de produção da área segurada. Caso o índice de chuva não seja alcançado, o segurado pode ser ressarcido em razão dos danos potenciais à produção. Os parâmetros de medição dos índices são de fontes tecnológicas, tais como imagens de satélites e dados de estações meteorológicas. O Instituto Nacional de Meteorologia, órgão vinculado ao Mapa, fornecerá dados meteorológicos aos produtores e às companhias de seguros.

O Mapa está apoiando a contratação de seguro rural paramétrico por parte dos agricultores. Este ano foi aprovado um subsídio de 20% para o prêmio de seguro paramétrico através do Programa de Subvenção do Prêmio do Seguro Rural (PSR). A emissão da primeira apólice de seguro paramétrico para o setor rural registrado no Brasil ocorreu em 2017.

A ministra da Agricultura, Pecuária e Suprimento, Tereza Cristina, participou do evento virtual. De acordo com ela, o Mapa decidiu apoiar o seguro paramétrico como mais uma das soluções para proteger as atividades dos produtores brasileiros.

“Considerando que o produto do seguro paramétrico é construído em comum acordo entre o produtor e a empresa seguradora, o Mapa espera contribuir para o desenvolvimento deste mercado com programas como o PSR e com dados e informações do Inmet, Embrapa e Conab, bem como do nosso Observatório Agropecuário”, disse o ministro.

Durante o evento, transmitido no canal Youtube da Escola Nacional de Gestão Agroflorestal (Enagro), instituição vinculada ao Mapa, as empresas apresentaram seu seguro paramétrico para o setor rural. Um deles apresentou o caso do primeiro seguro rural paramétrico com bolsa contratada no Brasil. Foi para os produtores de cacau da região sul da Bahia.

De acordo com o Mapa, o número de empresas de seguros habilitados no Programa de Subvenção do Prêmio de Seguro Rural passou de 11, em 2018, para 15, em 2021. A expectativa é que mais três seguradoras sejam capacitadas no próximo ano.

“O seguro rural em nosso país está em pleno desenvolvimento, passa por uma curva de aprendizado muito importante nestes últimos anos, e que é preciso tirar algumas lições para poder avançar com os pés no chão com mais segurança e qualidade nas operações de seguros, mas sem deixar de ter uma visão de futuro em relação às inovações de produtos e serviços que possam ser mais criados para beneficiar o sistema como um todo”, ressaltou o secretário de Política Agrícola do Mapa, Guilherme Bastos.

tenha-mais-visibilidade

Entrar

Cadastrar




Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.